Home Últimas Blogs Entrevistamos a En9my Team!

Entrevistamos a En9my Team!

166
0
En9my Team

Já anunciamos a parceria com o a En9my Team, mas para vocês conhecerem mais um pouco sobre o time, entramos em contato com eles.

Essa semana entrevistamos a En9my Team, uma equipe estreante no cenário brasileiro de CS: GO, mas que conta com jogadores com carreira desde o CS 1.6. Batemos um papo o DMz, o coach do time, lul4, capitão e suporte e landic, que joga de entry e sup.

G2WP:“Como a equipe veio a se formar? Algum jogador teve a ideia?”

lul4: “Quando voltei para os EUA, o fbm falou comigo, tava afim de voltar a jogar, pois estava parado a um tempo depois de ter saído da paiN. Conversamos com o dukeN também e chamamos outros dois meninos que já jogaram com a gente, o landic e o shemP e o DMz, que já foi meu capitão, chamamos para o coach. Então a ideia surgiu mesmo quando o fbm falou comigo, achamos a ideia legal e formamos o time.”

G2WP:“O time é composto de jogadores de várias regiões do Brasil. O treino de vocês é exclusivamente online? Vocês tem planos para treinar em lan e transmitir via Twitch no futuro? “

DMz : “Sim, só treinamos online no momento pois o pessoal mora longe, mas com certeza expandiremos pra treinos em lan-house antes de campeonatos presenciais, pois o deslocamento dos membros do time para o campeonato facilita isso.” 

G2WP: “Sabemos que vários jogadores do time já jogaram de AWP no passado, por exemplo, o lul4 jogava de AWP no 1.6. Como vocês decidiram quem seria o AWP primário do time?”

lul4: “Temos três jogadores que são bons de AWP, eu, o dukeN e o shemP, então nos dividimos por nível de habilidade e por mapa. Decidimos que o dukeN seria o AWP primário de TR em todos os mapas, e fazemos ajustes ao longo da partida, mapas e lados para ver quem se encaixa melhor. Então no final variamos muito de AWP.”

G2WP: “Vocês tem uma longa historia no CS, e já passaram a jogar junto em times no passado. Isso facilita no entrosamento e comunicação no time?”

landic: “Eu já joguei com o lul4 e o fbm. Então prezamos por esses pequenos detalhes ao criar o time. Se já conhecemos a maneira como os outros membros jogam e se comunicam, é muito benéfico para o time.”

G2WP: “Aproveitando essa pergunta, como vocês são fora do jogo? Como é a relação mais pessoal de vocês?”

lul4: “Nós conversamos bastante, sempre trocamos ideia sobre coisas à parte do jogo. Quando nos encontramos, sempre temos uma amizade legal também. Convivi um ano com o dukeN e o fbm durante um ano nos EUA. Já participei de campeonatos com o landic, e o DMz é um grande amigo meu aqui do Rio de Janeiro. E essa relação cria um ambiente muito prazeroso para trabalhar.”

G2WP: “A maior parte do time de vocês já teve a oportunidade de jogar em campeonatos internacionais, sendo no CS: GO ou 1.6, e o lul4 e dukeN recentemente morando na Europa por alguns meses. Esse tipo de experiencia tem algum impacto de como vocês jogam hoje e na mentalidade do time?”

lul4: “Lá fora, a sua mente fica sempre ocupada no CS. Os times treinam das 14h as 23h, então você sempre evolui. A visão sobre como jogar muda também, deve-se jogar mais junto com a equipe, pois os times são muito entrosados e organizados. Se você resolver jogar separado, você não tem um bom desempenho. Para conseguir destaque deve-se jogar junto e ter ótima comunicação.”

G2WP: “E isso é um problema perceptível não só nos times brasileiros mas na comunidade em geral, há uma mentalidade muito individualista do brasileiro no jogo. Vocês acham que isso se deve ao tamanho reduzido do cenário brasileiro em relação ao cenário europeu?”

lul4: “É um pouco difícil de comparar. A mentalidade tática do europeu no CS é muito diferente da do brasileiro. Aqui tentam resolver tudo na base da individualidade, lá eles pensam sempre no coletivo. Claro que o individual importa , mas ajudar o time como um todo é a prioridade deles. Acho que quando os brasileiros pensarem mais em seus times e deixarem de lado coisas como fazer um bom frag, o cenário vai melhorar bastante.”

G2WP: “Recentemente vocês participaram do qualificatório para o Minor, mas infelizmente perderam para o time da paiN, um dos mais fortes no cenário. Há algum aspecto que vocês atribuem a derrota? O que vocês acham que o time poderia ter feito melhor para conseguir a vaga para o minor?”

landic: “Começamos a treinar juntos há um mês, e acredito que o tempo fará toda a diferença para conseguir bater de frente com essas equipes que estão juntas há um ano, por exemplo. O tempo que passarmos treinando juntos fará toda a diferença.”

G2WP: “Sobre a liga principal, que vocês jogaram em abril, vocês acham que atingiram seus objetivos ou deixaram a desejar?”

DMz: “Não. Tínhamos o objetivo de nos classificarmos para a próxima etapa,mas não conseguimos. Mas creio que não estávamos tão bem preparados como esperávamos. Víamos alguns erros, na verdade, mas pensávamos que nosso desempenho seria suficiente para a classificação. Procuramos agora corrigir isso e acertar o que falta.”

G2WP: “Continuando nesse assunto, o quesito progressão, você (DMz) como coach, tem a responsabilidade de enxergar esses erros no time e arrumá-los. Porém, muitos não conhecem a função de coach. Por isso, poderia explicar quais são suas tarefas e como você consegue contribuir para o time?”

DMz: “Minha parte é organizar o time dentro e fora do jogo. Durante as partidas eu cuido para que nenhum jogador desempenhe a mesma função ao mesmo tempo e fico atento a eventuais erros e deslizes. E fora do jogo, depois das partidas e treinos, sempre há um momento de Feedback, discutimos erros, aprimoramos táticas e evoluir. Como tenho uma visão dos cinco jogadores, para mim é mais fácil acertar a tática, por causa da visão mais ampla do jogo.”

G2WP:“Falando sobre o coaching, muitos jogadores falam que, se o coach se foca muito em apontar os erros do time, o ambiente se torna um pouco negativo, às vezes frustrante, para os jogadores. Como você lida com isso?”

DMz: “Como somos muito amigos, conversamos sobre os erros numa boa. Não é dando um esporro que você corrige o erro, é explicando os motivos por trás da situação e por que ela não pode se repetir. Você não pode repreender sem motivo, pois a crítica se torna vazia. Com críticas construtivas, todos no time entendem o que acontece e evoluem juntos.

G2WP: “Agora, para o lul4 e o landic, qual é o impacto do coach para vocês e para o time?”

lul4: “É necessário sempre. Ter uma visão de fora do jogo te dá noção de todos os erros, individuais e coletivos. Às vezes você deixa passar batido táticas suas e do time adversário porque você está tão imerso no seu próprio jogo, e o coach, por estar fora do jogo, vê o jogo de maneira completamente diferente contribui de formas que os jogadores não poderiam.

landic: “Ele ajuda bastante na parte tática, para complementar a função do capitão e todos os outros jogadores em funções diferentes. É como ter um jogador a mais no time.”

G2WP:“Uma última pergunta nesse assunto, em alguns campeonatos em lan, há restrições para o que o coach pode fazer. Por exemplo, ele só pode falar durante as pausas no jogo nesses campeonatos. Isso acontece porque há uma discussão que, se há um sexto player observando tudo e se comunicando todo o tempo, o time perde a necessidade de um game leader. Vocês concordam com isso?”

landic:”Eu penso que o coach deveria ser permitido a falar durante todo o jogo, pois ele já treina dessa maneira com o time. Então restringi-lo seria injusto. E a ação do coach não é essencialmente decisiva no jogo, pois não é ele que está controlando, e sim o jogador. A diferença feita pelo coach depende da capacidade dos jogadores de ouvir e agir com base no que o coach fala.”

DMz:”Quem decide é sempre o jogador. O coach vai orientar, mas as decisões rápidas sempre ficam a cargo do jogador.”

G2WP:”Agora já entrando na organização da En9my, que recentemente recebeu patrocinadores. Como tem sido a experiência de vocês com a organização?”

lul4: “Tudo o que pedimos ao Punisher(dono do time), vem atendendo, sempre dando o máximo de atenção a tudo que pedimos. Só temos a agradecer e retribuir tudo que os patrocinadores têm feito por nós.”

G2WP: “Vocês tem planos para participar nos campeonatos presenciais?”

landic: Nossa pretensão era de participar em todos os presenciais. Mas devido a alguns fatores como demora no anúncio do evento, restrições a alguns time profissionais (no caso de campeonatos para times amadores), isso não é possível. Mas participaremos em todas as competições em que pudermos jogar.

No final da entrevista, a en9my mandou essa mensagem:

“Nosso objetivo é conquistar todos os campeonatos. Nossos treinos estão intensificados, quem quiser pode acompanhar e torcer porque vai ser sucesso!”

Com experiência, vontade de crescer e companheirismo, a En9my segue firme em busca do seu espaço no cenário. Eles carregam a dedicação e paixão por eSports compartilhadas por nós da G2WP, e por isso dizemos orgulhosamente: Nós da G2WP somos os patrocinadores oficiais da En9my Team!

Gostou do pessoal do time? Siga eles nas redes sociais abaixo:]